21.2.06

Café da Maña XXI

Lá em casa, acabou-se.
E o café, já se sabe, é como o tabaco que tem de ser Light, o chocolate que tem de ser branco, o leite que tem de ser SemiDesnatado, a Coca-Cola (com limão) que nem pensar ser Pepsi, o Gin que só pode ser Bombay, o sabonete que tem de ser Dove, os cereais que têm de ser Nestlé, as meias que tem de ser escuras e lisas, as calças de ganga que têm mesmo de ser azuis, o brinco que não pode ter nada em dourado, o papel higiénico que não pode de maneira nenhuma ter desenhos, o vinho tinto que vá de volta se vem frio, e o branco que ide igual se vier quente, ou o que mais quiser que seja que por uma ou outra razão (ou mesmo por razão nenhuma), tiver de ser de uma, e uma maneira só. E não são mais que estes pequenos detalhes que fazem de cada um, um ser único e especial, que fazem com que cada um se comporte com tão maior consequências, quanto mais pequeno for o detalhe.
É o caso claro da raiva que de mim se apodera quando, na chaleira de todas as mañas, o pérfido Café Portela substitui, tentando passar despercido, o Café Delta Torrado Moído para Saco. Desplante!

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

fica sabendo que o lote portela é bem melhor....que torrido café delta

2/21/2006 12:50 da tarde  
Anonymous marta afonsinho said...

PUtos!!!!! betos!!!!!

2/21/2006 12:50 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home