4.7.05

escuro,mto escuro.NEGRO

O preto á a cor sobre a qual tudo se vê melhor. Panos - negros - de fundo, sobre uma nova encenação, num novo ou velho teatro. Buscar o negro para com -contra ele-, ver o fumo que dança, queimando o cigarro, a névoa de poeira que entra pelas frinchas do chão, O negro com -contra- que melhor se percebe o contorno de uma chave na hora de chegar a casa, ou de uma qualquer escultura na hora de não lhe fugir As casas portuguesas bem acolhidas são as do branquinho, que lhas tomou Siza a tutela, em que não se deita um peido, nem se tem alguma vez um peúgo sujo - antes mesmo de o sujar ou abandoná-lo ao chão, a presença da casa o obrigou a que, envergonhado, se escondesse. Eu, sonho com lares negros, lares em que tudo seja a ausência de marcação ou de limites de espaço . Espaços sem definição pela arquitectura, de uma postura ou atitude. Espaços de pano – negro - de cenário, sobre os quais, qualquer objecto, luz ou sobretudo acção tem nele todo o destaque. Espaços em que só homem existe. Espaços em que só lhe cabe tudo. Em momento cheio; de informação, de coisas, de muitas-coisas, sempre de demasiadas coisas; em momento em que já tudo se construiu ou se ensejou, há agora que negar.
Negar a arquitectura interior.
Anulá-la.
Toda.
Já.
Hoje.
E sem ela, pressagiar espaços nulos. Cheios de nada.
Para que neles, se possa passar tudo.

5 Comments:

Anonymous el niño said...

que inspirado.e atento ao contraste.porque acredito mais no fundo contrastante com a cena, do que no fundo negro.mas agrada-me sobretudo a ideia da atenção concentrada na acção.de qualquer modo, creio que falas do espaço onde está quem age.e o espaço de quem observa?como o vês?

7/04/2005 7:49 da tarde  
Blogger Arroz de Estragão said...

Narcisismo há parte, este é, para mim o melhor vento até agora.

Muito me indentifico com o que dizes. E ao Siza, nunca o puseram a decorar o interior de uma farmácia...porquê? pergunto eu...

7/05/2005 4:47 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

bravo!

z.5

7/06/2005 12:51 da tarde  
Anonymous João Esquecido said...

bonito... bonito... palminhas! mas isso do tudo negro implica muito mais iluminação, não? pq lá se vai a luz indirecta/difusa/ou o q seja... Já agora paredes de espelhos... a multiplicação da acção! he he!...

7/07/2005 3:02 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

bom comeco

11/21/2009 3:27 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home