29.3.06

o facto do dia a rimar em ão

Esqueçam o código laboral em França; esqueçam o cessar fogo da ETA; esqueçam os helicópteros no Iraque, o Urânio do Irão, e a paz do Afeganistão; esqueçam a Champions, o Barça e o Simão; esqueçam a gripe das aves, as vacas loucas, e a contrainfromação; esqueçam de Israel a votação e do Hamas, na Palestina, a eleição; esqueçam; esqueçam tudo; esqueçam depressa e até mais não. Tudo, mesmo tudo, é irrelevante quando eles (e não elas) se apregoam só de duas pernas e se esquecem (sim, eles também esquecem), a complexidade e a contradição.

2 Comments:

Blogger Lourenço Ataíde Cordeiro said...

Um grande abraço. Diz aí à malta que eu tenho me esquecido de mandar o recibo mas que tenciono enviá-lo em breve.

3/29/2006 4:43 da tarde  
Anonymous je said...

Esqueçam tudo menos o facto de tentarem ser felizes... o nosso "prazo de validade" é muito curto e só nos apercebemos disso quando, às vezes, já é um bocado tarde! Tudo é, de facto, irrelevante menos termos chegado a ver mais uma Primavera.

3/29/2006 6:07 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home